De pai, pra filho, pra neto: Cezar e Paulinho fazem parte de uma geração de cantadores

Completando 40 anos de carreira, a história da dupla se confunde com a do sertanejo

Ninguém sabe a data exata que a tradicional moda de viola nasceu, mas parte da sua história, escrita através das vozes de Craveiro e Cravinho, filhos do violeiro Josué Franco, surgiram em uma famosa rádio de Piracicaba, em 1958. Recentemente os irmãos completaram 60 anos de estrada e acumulam mais de 20 discos lançados.

Craveiro é pai de Cezar e Paulinho, e avô de Ed e Fábio Cezar, todos nascidos em Piracicaba, cidade no interior de São Paulo. Pai, tio, filhos e netos são responsáveis por centenas de sucessos e, juntos, fizeram história com o show “Geração de Cantador” que rodou o Brasil.

Esse ano Cezar e Paulinho completaram 40 anos de carreira e em comemoração, lançaram em abril CD e DVD com uma seleção de sucessos. A dupla uniu no palco artistas de várias gerações e se juntou a Zé Neto & Cristiano, Leonardo, Zé Felipe e Eduardo Costa. Mostrando que o tempo não para, Cezar e Paulinho também apresentaram um repertório inédito de modas sertanejas. A faixa carro-chefe, intitulada “Tijolada” já passou de 2 milhões de visualizações no YouTube, prova de que a dupla segue conquistando novos públicos sem perder a originalidade.

Ed e Fabio Cezar hoje moram nos Estados Unidos e continuam levando as modas de suas raízes para o público brasileiro que vive, em bom caipirez, “no estrangeiro”.

Geração de Cantador

(Cezar a Paulinho)

 

Meu avô tocou viola

O meu pai é sertanejo

Fui crescendo com a viola

Sendo aluno dessa escola

Sou feliz agora vejo

Eu colhi felicidade

Pelos circos e coretos

Pelos cantos e cidades

O meu pai cantou verdade

E o meu tio fez o dueto

(Craveiro e Cravinho) Citação: Adeus morena, adeus

Na casa de Mané Pedro

Foi numa festa de São João

Cantei moda de viola,

Cateretê lá do meu sertão

Toada paraguaiana

Remexe no coração

Eu fiz a velha chorar

E a moça sentir paixão

Eu fiz a velha chorar

E a moça sentir paixão

(César e Paulinho)

Craveiro e cravinho

Somos fãs e frutos seus

Somos Cézar e Paulinho

Prosseguindo com carinho

A missão que Deus nos deu

(Ed e Fábio Cezar)

O meu pai vive na estrada

O meu tio é companheiro

Enfrentando as jornadas

Noites, dias, madrugadas

E a esperança o tempo inteiro

Uma dupla sertaneja

Que canta desde menino

Um dueto tão bonito

Ecoando no infinito

Maravilha, dom divino

(Cézar e Paulinho) Citação: O Feijão e a Flor

A flor era você

E o feijão era eu

Abraçados um ao outro

Comigo você cresceu

*Meus filhos, e meus sobrinhos… Ed e Fábio Cezar

(Ed e Fábio Cezar)

É um dom de pai pra filho

Cantar mensagens de amor

Confirmando as referências

Hoje somos a seqüência

Geração de cantador

(Cézar e Paulinho)

É um dom de pai pra filho

Cantar mensagens de amor

Confirmando as referências

Hoje somos a seqüência

Geração de cantador

(Craveiro e Cravinho)

É um dom de pai pra filho

Cantar mensagens de amor

Confirmando as referencias

Hoje somos a seqüência

Geração de cantador

 

Gostou da notícia? Compartilhe